Internet E As Aspirações Sociais


AS últimas manifestações populares ao redor do mundo levantou a questão se a internet ajuda ou não uma nação a conquistar seus direitos, especialmente em regimes autoritários como o da China e da Rússia, países emergentes. O Brasil também pertence ao grupo dos países emergentes e possui o exercício democrático mais jovem e mais transparente da última década, reconhecido internacionalmente pelo combate à AIDS e corrupção, entre outras áreas.

No mês passado tivemos a oportunidade de ver pela televisão e na internet as conquistas de duas nações que viviam sob  regimes autoritários, Tunísia e Egito. No Egito as pessoas se comunicavam pelo facebook e twitter para organizar os encontros dos manifestantes anti-governo. A internet contribuiu porque a população pôde ter acesso ao pensamento de países que são desenvolvidos, mas que tiveram várias dificuldades para sair da crise econômica mundial (alguns ainda não conseguiram recuperar as suas economias), e de países emergentes  como o Brasil que saíram da crise mais fortalecidos do que quando entraram.

As pessoas por meio da mídia podem ter mais informações e aos poucos se questionar o do porquê de sua nação ainda estar sem expectativas, aos poucos mais pessoas vão começar a buscar alternativas, se o governo autoritário não escuta então terá uma crise interna que desestabilizará a economia, aumentando a pobreza e consequentemente revoltas populares.

Boa parte desses manifestantes sabiam inglês, uma língua franca, sem limites fronteiriços e que, por essa razão, provavelmente tiveram leituras produzidas em países estrangeiros de língua inglesa e de estrangeiros que falam inglês (como poucos no Brasil).

A revolução social pode acontecer em qualquer país mesmo que não seja um regime autoritário, vai acontecer simplesmente porque as aspirações de um povo não é escutado e atendido por seus representantes. O problema para o acesso a informações e comunicação em países autoritários reside no controle do acesso pelo governo a rede mundial de computadores. Em países onde há o exercício da democracia é mais difícil o controle, mas ainda assim, não impede que o governo dito democrático controle o conteúdo exibido na rede.

Aí está o problema, a universalização do acesso a internet no Brasil está lentamente se tornando uma realidade, mas será que um povo  com acesso a um acervo que chega a dezenas de bilhões de páginas na rede mundial vai contribuir para que seja ouvido e atendido? Especialistas acreditam que sim, a internet pode contribuir para mudanças positivas em que os interesses da maioria serão atendidos. Agora a pergunta seria será que o interesse da maioria não vai atrapalhar os rendimentos da minoria? No Brasil a maioria pertence as classes C, D e E. Se essas classes sociais forem atendidas pelo governo democrático vai deixar de olhar para a minoria manipuladora da opinião pública (=maioria da população).

Os jovens brasileiros gostam da internet, mas não é para ficar menos alienado, é para acessar as redes sociais e fazer trabalhos escolares. Concordo que as redes sociais são importantes, pois foram elas que ajudaram o Egito a se livrar do autoritarismo e acredito que fazer pesquisas escolares são relevantes. Mas para formar opinião é importante ter lido um vasto número de páginas on-line onde informações locais, estaduais, nacionais e internacionais são publicadas. Para formar opinião a respeito de qualquer assunto não se pode ficar ligado apenas a uma notícia de jornal ou revista, precisa-se de livros onde os autores esgotam as possibilidades do momento para aprofundar o conhecimento sobre qualquer tema buscado.

Recentemente um professor disse-me sobre a alienação dos jovens brasileiros a respeito da política e economia e eu disse-lhe “professor, temos que ter esperança, o nosso trabalho não é passar as nossas ideologias” e o professor completou  “mas contribuir para que os alunos analisem criticamente as possibilidades e decidam sozinhos o que é  melhor para eles, e devem pensar coletivamente”.

O professor ao qual me refiro não é um velho chato e gagá, ele é jovem, mas relatava algo que o encomodava profundamente. Os professores tem uma função social maravilhosa, a de abrir o caminho para o conhecimento produzido nas mais diversas áreas do pensamento humano. A sociedade deveria olhar para os professores com olhos de adimiração, mas não é o vem acontecendo. O professor é mal visto pela sociedade, muitas vezes como aquela pessoa que fracassou na vida.

Se as crianças e jovens são o futuro, infelizmente  é possível dizer que  ele nada mais é do que uma montanha rochosa.

Obs: para saber mais sobre a internet leia:

http://www.economist.com/debate/days/view/664

Na verdade, reuni aqui a conversa que tive com dois professores de geografia em momentos diferentes, mas os temas como puderam ver estavam relacionados.

Anúncios

3 comentários sobre “Internet E As Aspirações Sociais

  1. Há alguns erros no post. Serão corrigidos daqui alguns dias, mandem sugestões.

  2. Oi, adorei seu texto mais discordo em um ponto de vista seu, aonde diz: “professores são vistos na sociedade como fracaçados”. No meu ponto de vista, professores são heróis que de uma forma fazem a maior comtribuição para termos um futuro melhor. Bjs!

  3. Olá querida leitora. Eu estou feliz por encontrar sujeitos que reconhecem o trabalho dos professores. Realmente, um professor tem todos os dias em suas mãos o futuro de um cidade, região, país ou planeta. Um médico geralmente mata um paciente de cada vez quando se esgotaram todas as possibilidades para salvar uma vida. O professor pode matar de 15 a 35 pessoas de uma única vez. E muitas vezes sem esgotar todas as chances de recuperação do aprendiz. Alguns professores desistem facilmente de seus alunos. Abraço. Continue lendo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s