Ignorance Is Bliss “Brazilians are happier than English”


Recently I went to my graduation party where I had to hear a speech about the importance of teaching English as a Foreign Language. According to the speaker, teachers of English (FL) should only be concerned with themes about the culture of foreign countries. She mentioned that the teacher of a Mother Tongue should have in mind when he went to the classroom, it would humanize and bring the student to critically participate in society through the study of Brazilian Portuguese. Well, let’s be clear: all teachers should have the guidance of the nine items listed below for an education concerned with the humanization of the subject. It should not be understood that only the teacher of the Mother Tongue or Foreign Language has these social functions, but all, without exception.

  1. Improve the students as human
  2. Prepare the student for the exercise of citizenship
  3. Building a democratic school
  4. Qualify the student to progress in work
  5. Strengthen human solidarity
  6. Strengthen mutual tolerance
  7. Monitor the students’ learning
  8. Actively participate in the proposed school’s educational
  9. Respecting differences

The newspaper The Guardian published what is being discussed among the teachers of the early years of Basic Education.Can you imagine what it is? The English thinkers are claiming that the mathematics teachers should also claims homosexuals enter into their curricula. In Brazil, a teacher who dared to use a different way to contextualize social problems in math questions, which is not his responsibility to solve, was harshly criticized by society. My question is: Who is more ignorant, Brazilian or English? It has an English proverb that says ‘ignorance is bliss’. Translated, ‘felicidade é ignorância “. Understand, when we do not know about certain problems we have no reason to worry. Therefore, to be ignorant of one important issue is the same as being happier.The Brazilians are considered happy. Why is it?

Source: Ten steps toward a pedagogy of human development

Author: Vincent Martinez: State University professor Valley Acaraú (UVA), in Sobral, Ceará State, Brazil.

Brazilian Portuguese:

Recentemente fui a minha colação de grau onde tive que escutar um discurso sobre a importância do ensino da Língua Inglesa. Segundo a oradora, os professores de Língua Inglesa deveriam se preocupar apenas com temas ligados a cultura de países estrangeiros. Ela mencionou o que o professor(a) de Língua Materna deveria ter em mente quando fosse para a sala de aula, seria humanizar e levar o aluno a participar da sociedade criticamente através do estudo da Língua Portuguesa Brasileira. Bem, vamos esclarecer: todos os professores deveriam ter como orientação os nove itens mencionados abaixo para uma educação preocupada com a humanização do sujeito. Assim, não deve ser entendido que apenas o professor de Língua Materna ou Língua Estrangeira tem essas funções sociais, mas todos, sem exceção.

Saiu no jornal on-line The Guardian o que está sendo discutido entre os professores dos anos iniciais da Educação Básica. Consegue imaginar o que é? Os ingleses estão defendendo que os professores de  matemática também insiram as reivindicações homossexuais em seus currículos escolares. No Brasil, um professor que ousou em usar uma maneira diferente de contextualizar problemas sociais em questões de matemática, que não é de sua responsabilidade resolver, foi  duramente criticado pela sociedade. Pergunto: Quem  é mais ignorante, brasileiros ou ingleses? Tem um ditado inglês que diz ‘ignorance is bliss‘. Traduzindo, ‘a felicidade é ignorância’. Compreenda, quando não sabemos de determinado problema não temos motivos para nos preocupar. Portanto, ser/estar ignorante a respeito de uma assunto importante é igual a ser mais feliz. Os brasileiros são considerados felizes. Por que será?

  1. Aprimorar o educando como pessoa humana
  2. Preparar o educando para o exercício da cidadania
  3. Construir uma escola democrática
  4. Qualificar o educando para progredir no mundo do trabalho
  5. Fortalecer a solidariedade humana
  6. Fortalecer a tolerância recíproca
  7. Zelar pela aprendizagem dos alunos
  8. Participar ativamente na proposta pedagógica da escola
  9. Respeitar as diferenças

Fonte: dez passos na direção de uma pedagogia do desenvolvimento humano: Vicente Martins: professor da Universidade Estadual Vale do Acaraú(UVA), em Sobral, Estado do Ceará.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s