“Quem não sabe línguas estrangeiras nada sabe da própria” Wolfgang von Goethe


Existe uma área de pesquisa chamada crenças de aprendizes de línguas estrangeiras em que os pesquisadores buscam compreender como é o processo de aprendizagem da  língua estrangeira e se as crenças dos estudantes estão interferindo na aprendizagem.

É possível encontrar nas escolas pedagogos que não falam e nem escrevem nenhum idioma e saem dizendo que o Espanhol é mais fácil de aprender do que o Inglês. A minha pergunta sempre é mas porque você não está estudando Espanhol?! Geralmente não respondem a minha pergunta. Então o que te faz acreditar que o Espanhol é mais fácil do que o Inglês? A resposta vem, porque é parecido com o Português Brasileiro.

Se o educador fosse no mínimo curioso saberia que há outra linha de pesquisa chamada de interlíngua, isto é, um processo de criação de regras próprias transferidas da língua materna para a língua estrangeira. Em alguns casos, a interlíngua atrapalha por um período a aprendizagem, foi o que ocorreu em uma escola de educação infantil onde era ofertado tanto o Inglês quanto o Espanhol desde a alfabetização da criança. Porém, as professoras bem informadas notaram que o Espanhol e o Inglês estavam atrapalhando a aprendizagem da língua materna. Bem, será que elas sabiam que essa confusão é normal? Isso se chama interlíngua e não é prejudicial nem para a aprendizagem da língua materna quanto das línguas estrangeiras.

Voltando ao tema, nehuma língua estrangeira é fácil de ser aprendida, todas oferecem certo grau de dificuldade que deverão ser superadas pelo aprendiz se for bem orientado por um professor competente. Alguns dias atrás fui pedir trabalho em uma escola de educação infantil onde a professora de Espanhol ensina Inglês aos alunos, será que ela é competente linguísticamente em Língua Inglesa? Não. Ela não tem habilitação em Língua Inglesa apenas em Língua Espanhola.

Caros educadores, se vocês não sabem nem mesmo a sua língua materna deveriam poupar os professores de línguas estrangeiras dos suas opiniões desnecessárias. Primeiro aprendam uma língua estrangeira porque como sugere o título dessse post ajudará você a compreender melhor a sua própria língua, aprender uma língua estrangeira em um mundo completamente globalizado é como saber escrever o próprio nome, muito básico e importante.

Mas claro, quando falo em aprender uma língua estrangeira não estou sugerindo  que aprenda algumas frases e desista, estou dizendo para se dedicar realmente a aprendizagem da língua estrangeira. Assim, você poderá opinar com mais certeza sobre a aprendizagem da língua estrangeira, terá a seu favor a experiência, mas lembre-se, no processo de aprendizagem você vai para a sala de aula com suas próprias crenças bem contruídas socialmente e na sala de aula mudará ou manterá as suas crenças a respeito da aprendizagem.

*Exemplos de crenças investigadas:

a) Para aprender Inglês só é possível morando no país onde é falada.

b) Não se aprende Inglês na escola pública.

c) Não se aprende Inglês em centro de línguas.

* Essas crenças geralmente são verificadas quando o aprendiz fracassa temporariamente na aprendizagem, percebe que não está havendo uma experiência positiva em sala de aula com a língua alvo. Vale ressaltar que não se pode generalizar as crenças ‘a, b, c’.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s