Candói: Dentista Chrisler de Andrade (kshatriya) pretende inserir um jeito indiano de criar oportunidades


Dentista Chrisler Luis de Andrade

As ideias do candidato Chrisler de Andrade publicadas no Jornal Vale do Iguaçu parecem boas, mas escondem nas entrelinhas o regime de castas na Índia, abolido em 1950 pela constituição. Seremos brahmin, vaishas, shudras e os dalit. O que não tem nada a ver com o PPS.

As ideias são boas. Mas não temos escola pública municipal de qualidade, as famílias na cidade e no campo estão sendo assaltadas por falta de segurança pública, os bueiros cheios de sujeira, os juros e impostos para as empresas serão reduzidos; mas o cidadão comum é explorado pelo empresário e pelo município, resultado das ações nada.

Segurança no trânsito nem pensar, o pedestre que adivinhe para que direção correr pela embriagues dos motoristas alucinados que entram até em lojas e se precisar do atendimento público no Centro de  Saúde, pode esquecer, morre na fila de espera. Direito a vida é discurso apenas.

A transparência pública está na Constituição, mas muitos políticos nem mesmo deliram o que seja. O executivo tem funcionários demais para ficar parado, o legislativo viaja a semana inteira com dinheiro público gastando anualmente quase um milhão e meio de reais.

As crianças do campo não têm aulas por mais ou menos sessenta dias no início do ano letivo até a incompetência resolver contratar professores. O dinheiro do Fundeb é enviado ao município, mas é usado para fazer asfalto na frente da prefeitura. A prefeitura tem ar condicionado; as salas de aula têm ventilador quase caindo na cabeça dos professores e estudantes. Cabos elétricos expostos, carteiras horríveis, quadro de giz em pleno século vinte e um. Em cada sala quase quarenta crianças com professores que tiveram o salário cortado em dois mil e nove pelo legislativo e executivo. As mães do campo não têm creche nem pública e nem particular para deixar as crianças para trabalhar na lavoura ou em cooperativas como sugerido nas ideias do candidato. As taxas públicas sobem muito acima do reajuste salarial, os empresários do município não respeitam nem mesmo o salário mínimo regional.

O kit-ferramentas é risível porque parece que vamos precisar de mão de obra mediana que não necessita de formação acadêmica, basta seguir desmandos de empresário ou qualquer outro patrão. Parece que também será inserido na cultura do município as castas indianas, se você nasce pobre e sem oportunidade de acesso ao conhecimento, vai morrer na mesma situação.

PPS

Todos os movimentos de massa e democráticos, desde a fundação do PCB em 1922, tiveram a participação do Partido. Ele nasceu dos seus compromissos com os trabalhadores e com o movimento revolucionário por profundas transformações institucionais, políticas, econômicas, sociais e culturais. As ações partidárias desdobram-se em várias áreas:

Trabalhadores e Sindicatos

Uma das grandes tarefas do PCB, desde a sua criação, foi contribuir para a organização dos trabalhadores em sindicatos e associações. O Partido, oito anos após sua criação, assumiu a hegemonia do movimento sindical

e manteve sua influencia expressiva até o início da década de 80, quando foram criadas a Central Única de Trabalhadores (CUT) e a Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT).

Os dirigentes sindicais comunistas deixaram seus nomes marcados nas lutas que resultaram, entre

outras conquistas sociais, na adoção da jornada de oito horas, na criação do 13º salário, dos direitos previdenciários e da legislação trabalhista da mulher e do menor.

Reforma Agrária

Os comunistas foram também pioneiros na luta pela reforma agrária, sobretudo a partir de 1940, quando o PCB organizou sindicatos de trabalhadores rurais em todo o Brasil e atuou em parceria ou em conflito com as Ligas Camponesas.

O Partido liderou grandes levantes e movimentos no campo como, por exemplo, nos estados do Paraná e de Goiás (Trombas e Formoso). Na década de 50, criou a União de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas do Brasil (Ultab), e, em 1962, fundou a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contab), sob a Presidência do dirigente comunista e líder camponês, Lindolpho Silva.

Gregório Bezerra, um dos mais conhecidos e combatentes líderes camponeses brasileiros, pertenceu aos quadros do PCB.

Democracia e Liberdade

O PCB combateu duramente ditaduras extremamente violentas: a de Getúlio Vargas, de 1937 a 1945, e a dos militares, de 1964 a 1984. Muitos dirigentes e militantes do Partido foram sacrificados nas lutas contra os ditadores civil e militar.

Os comunistas também comandaram a democrática Aliança Nacional Libertadora, em 1935, que conseguiu liderar levantes de envergadura como os de Natal e Recife.

No combate à ditadura militar, centenas de militantes do PCB foram presos, torturados e cerca de duas dezenas mortos. Vários tiveram de se exilar, motivando a luta do Partido e de outros segmentos pela anistia.

Impossibilitado de atuar abertamente, tanto na ditadura de Getúlio Vargas quanto na ditadura militar, o PCB, em 1965, apoiou a criação do MDB que se transformou no principal instrumento político para enfraquecer e derrotar o autoritarismo.

O Partido apoiou a eleição indireta de Tancredo Neves para a Presidência da República e, depois que saiu da clandestinidade, disputou a eleição direta de 1989, com seu candidato e senador Roberto Freire, que obteve expressiva votação apesar das dificuldades criadas pelas forças reacionárias.

Guerra e Paz

O PCB defendeu nas ruas das principais cidades brasileiras a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial ao lado das forças aliadas e contra o nazi-facismo, que se expandiu pela Europa Ocidental a partir de 1939.

A visão internacional do Partido motivou também seu apoio às revoluções chinesas e cubana. Foi solidário com os movimentos de libertação de países latino-americanos (Bolívia, Guatemala, El Salvador e Nicaragua) e africanos (Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Africa do Sul). Posicionou-se ainda contra o intervencionismo norte-americano no Vietnã, cujos revolucionários impuseram derrota categórica aos Estados Unidos.

Finalmente, o PCB teve uma presença expressiva na luta pela paz mundial e pela amizade entre os povos, dentro do movimento socialista internacional.

Estados e Investimentos

A consciência da importância do papel do Estado para o desenvolvimento brasileiro, a partir da década de 30, levou o Partido a defender, junto com outros segmentos importantes, a criação de empresas estatais para atuar em setores estratégicos: Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Petrobrás, Eletrobrás e Telebrás.

O PCB apoiou também a implantação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e a criação de Brasília pelo presidente da República, Juscelino Kubitschek.

Movimentos Sociais

Vários movimentos em defesa da cidadania sempre tiveram o apoio do Partido, destacando-se entre eles as lutas dos estudantes, das mulheres, dos negros e dos índios pelos seus direitos.
Ele foi também importante para o lançamento e consolidação de movimentos a favor de reformas de base, da política (parlamentarismo, etc.), da estabilização da economia e da manutenção da Amazônia sob o controle brasileiro.

Cultura e Liberdade

Uma das mais importantes contribuições do PCB foi na áreas cultural e jornalística, que multiplicaram as idéias e ações partidárias em defesa do desenvolvimento do Brasil, de sua soberania e da justiça social.
Os comunistas tiveram papel destacado nas pesquisas histórica, social e econômica, num país carente de universidades e centros de pesquisas diante de suas dimensão e necessidades econômicas e sociais. A presença dos comunistas também foi marcante nas artes e no jornalismo, com a criação de várias editoras e publicações.

Veja algumas ideias do candidato:

Criar uma secretaria de desenvolvimento econômico, ela deve ser autônoma e deve fazer parte das prioridades do gestor público, tendo suas atribuições claramente definidas.
Dentre as atribuições dessa secretaria de desenvolvimento pode-se citar:
1) Função articuladora: coordenação de fóruns de discussão setoriais, negociações e discussões com empresários, contatos com agentes financeiros, divulgação do potencial do município, contatos com universidades, entidades corporativas, realizar a aproximação de interesses comuns de outros municípios para que se formem consórcios intermunicipais;
2) Função de formulação: coordenar, formular e implantar uma política de desenvolvimento econômico do governo municipal, descobrindo os potenciais do município e a partir daí, estabelecer prioridades para as ações públicas;
3) Função de apoiar as empresas: promoção de programas de treinamento e assessoria a empresas, gestão de parques industriais, desenvolvimento de parques industriais setoriais, incubadoras de empresas, organização de feiras e exposição de produtos locais.

Emprego e Renda

a) cooperativas de serviços a particulares: cooperativas de construção, de limpeza de terrenos, de manutenção de residências, etc;
b) cooperativas de produção e comercialização de bens: cooperativas de costureiras, doceiras, artesanatos, produtos populares, produtos da agricultura familiar;
c) cooperativas que prestam serviços públicos: atuam por exemplo em áreas como limpeza pública, manutenção de jardins, prestação de serviços técnicos diversos para o setor público, gerando renda e emprego no município.
E o setor público pode atuar das seguintes formas para incentivar a formação das cooperativas e associações:
a) redução tributárias sobre as empresas;
b) desburocratização administrativa para implementação das empresas;
d) estabelecer leis municipais que propiciem a contratação de cooperativas para prestação de serviços ao setor público.
e) construção de barracões industriais em regiões apropriadas para instalação das cooperativas.

Mães, Crianças e Adolescentes

1. Mães empreendedoras: utilizar os centros comunitários no desenvolvimento de ações para a comunidade, respeitando as particularidades de cada região, suas vocações e aptidões, englobando ações de saúde, nutrição, geração de renda;
2. Projeto cegonha: por meio das mães empreendedoras, dar orientações sobre prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, riscos de gravidez na adolescência, pré-natal com médicos, dentistas, nutricionistas e assistentes sociais;
3. Horta comunitária: administrada por associações ou cooperativas, abastecimento de escolas e aos projetos de combate a fome;
4. 100% nutrição: relacionados aos outros projetos sociais, combater a desnutrição infantil e acima de tudo ensinar as donas de casas métodos alternativos de obter uma nutrição saudável;
5. Saúde na porta do cidadão: fomentar os programas de saúde familiar, levando as equipes de saúde na porta da casa, dando prioridades a prevenção, com atenção especial as gestantes, recém nascidos e idosos;
 6. Kit ferramentas: capacitar, treinar e organizar a mão de obra, fornecendo kits de ferramentas para que se de o primeiro passo em busca de uma profissão;
7. Cooperativismo: organizar as associações e cooperativas, podendo prestar serviços a comunidade e ao poder público, jardinagem, limpeza de vias públicas, manutenção, etc.

1. Motivação e capacitação dos agricultores: buscar informações sobre produtos que podem ser industrializados e que possuem um bom valor agregado após a industrialização, motivando os produtores através de acompanhamento, treinamento e dando segurança no destino final dos produtos;
2. Fundo social de desenvolvimento: criação de um fundo social de desenvolvimento que possa financiar os agricultores nos projetos de agroindústrias, com subsídios e redução de juros;
3. Acompanhamento técnico: viabilizar projetos de infraestrutura para que as agroindústrias tenham um mesmo padrão em cada comunidade, certificação do que é produzido no município;
4. Marketing e desenvolvimento: desenvolver embalagens e layout apropriado para que os produtos tenham aceitação no mercado consumidor;
5. Comercialização: integrar as secretarias para que a Indústria e Comércio firme convênios com supermercados, outras indústrias, CEASA, para que os produtos do município cheguem ao mercado consumidor.

Anúncios

Um comentário sobre “Candói: Dentista Chrisler de Andrade (kshatriya) pretende inserir um jeito indiano de criar oportunidades

  1. Boa tarde caro autor, fiquei extremamente feliz com toda a sua explanação, demonstrando um altíssimo conhecimento do desenvolvimento político do PPS (Partido Popular Socialista), que como de forma brilhante você comentou, veio dos ideas do PCB.
    O meu envolvimento na militância política se deu em grande parte por todo o desabafo que você fez, e que realmente revolta a todos os cidadâos que contribuem para que essa situação seja mantida, e como a grande maioria dos que conseguem alcançar uma formação superior, tive uma grande dificuldade de poder exercer a minha profissão, vim de uma família humilde que como muitos pais, tiveram que tirar muito suor para poder dar ao filho, o que jamais vai ser lhe tirado que é a educação.
    Em relação as ideias e possíveis ações que você brilhantemente leu e postou nos seus comentários, elas são a evolução do socialismo, onde não podemos confundir com assistencialismo, em relação a kit ferramentas por exemplo, têm muitos profissionais, talvez não seja do seu conhecimento, que infelizmente não tem condição de adquirir suas ferramentas para trabalhar, o que será que é melhor, não fomentá-lo de modo a suprir essa necessidade e esse profissional poder levar a comida para dentro de casa, ou abandoná-lo a mercê do acaso.
    Quando falamos em apoiar as mâes, estamos falando de dar condições para que uma criança cresça recebendo as mesmas possiblidade de desenvolvimento nutricional e intelectual que qualquer outra crianças e possa como você alcançar uma formação superior e ter condições de se manter pelo seu conhecimento.
    Quando falamos em organizações em associações e cooperativas, pensamos em dar suporte, formação e capacitação para que os que não tiveram, como você e eu a possibilidade de agregar conhecimento através da educação, a transferência de conhecimento e talvez fazer de uma pequena cooperativa uma grande Agrária ou Coamo por exemplo.
    Caro amigo a realidade infelizmente é essa, vivemos em um município onde 47% da população vive na linha da extrema pobreza, e os pais precisam levar comida para dentro de casa, e dessa forma dar condições para que seus filhos consigam galgar os caminhos da educação que tanto eu como você, um grande educador que você é, gostaria de ver cada criança de Candói.
    O Socialismo que defendemos é o que defende superar as desigualdades sociais, e não manter as pessoas com o assistencialismo político, que aparece a cada 4 anos.
    Quero agradecer a oportunidade e parabenizar você pelo espaço criado e que com certeza vai servir de vitrine nas discussões políticas, onde serão escolhidos os representantes do nosso município, infelizmente só fiquei sabendo desse espaço por um amigo que comentou a forma brilhante como você demonstrou a sua indignação com o cenário político, gostaria portanto que de forma democrática você enviasse aos mesmos amigos que mandou a sua matéria reenviasse os meus comentários.
    Um grande abraço e parabéns pelo espaço.

    Chrisler Luis de Andrade Candói 02 de Julho de 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s