“Se o governo não resolver o reajuste dos professores e funcionários e o plano de carreira, nós vamos entrar em estado de greve”, adianta a presidenta Marlei Fernandes de Carvalho


Impasse nas negociações com o governo motivam reunião extraordinária do Conselho Estadual, que define calendário de mobilização.

Dia 30 já uma data tradicional para a entidade. Todos os anos há uma passeata que relembra o dia em que Álvaro Dias atacou a manifestação dos professores com bombas e cavalos, em 1988. Mas neste ano, a data coincide com o prazo dado ao governo para resolver as pautas da categoria. Por isso, além de paralisação e passeata, haverá uma grande assembleia (em local a ser definido), para que a categoria analise e vote as próximas ações.

“Se o governo não resolver o reajuste dos professores e funcionários e o plano de carreira, nós vamos entrar em estado de greve”, adianta a presidenta Marlei Fernandes de Carvalho, que sintetiza o que foi discutido em todos os núcleos sindicais.

fonte: appsindicato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s